Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativas

Fosse eu apenas seria brando, na que escreve não tenho mão.

Narrativas

Fosse eu apenas seria brando, na que escreve não tenho mão.

O melhor que tenho, para entregar-te!

16.05.22, Maria Soares

 

 

 

arrábidas5.jpg

Setúbal - Arrábida

fotografia minha

 

Nunca verás com os meus olhos tudo o que te queria mostrar. Fotografo, para ti! E se me ofereces imagens, como não agradecer e interiorizar que com elas os teus olhos, vem também agarrados?  
Como recusar fotografar e arquivar só nos olhos aquilo que vejo? Manter actualizado o que vi, o que senti, nesse instante? Mas como transferir-to, dizer-to?
Se pudesses ao menos palpar a aceleração do meu peito! Tocar-lhe com a polpa dos dedos. Rir com o brilho dos meus olhos, enquanto me maravilho, qual criança cuja percepção desponta agora para a beleza da vida? E se te ofereço imagens, podendo ser tão pouco o que te ofereço... como percepcionares que te dou o melhor que tenho, para entregar-te?!