Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Narrativas

Fosse eu apenas seria brando, na que escreve não tenho mão.

Narrativas

Fosse eu apenas seria brando, na que escreve não tenho mão.

Maria!...

17.05.22, Maria Soares

 

 

a peida é um regalo ... do nariz a gente trata: Quinta-feira, 31 de Janeiro  de 2019

 

Corria veloz, mais veloz que o vento. Largava a mão do pai e da mãe e disparava surda à repreensão na voz que clamava.
— Maria!
Ela bem os ouvia, mas não se detinha! Mirava entusiasmada os baloiços ocupados, aguardando que vagassem. Sem os perder de vista, subia ao escorrega. Descia e corria, para o Hidroavião. Com os baloiços debaixo de olho, de lá mirava o eléctrico e ponderava. Sair e entrar, puxar pela corda para ver se tocava."Tlim, talão", o eléctrico bradavaE a mãe repetia:
— Maria!...
Mal ia até ela, fugia. Ainda lhe compunha os elásticos dos tótós. Despia o casaco, para não o romper. Já ela pulava! No baloiço sentava, empurrada pelo irmão, sob o olhar da avó que o mantivera vago para ela. E a vida era bela!  
Maria voava! Com os pés para diante, ou encolhidos para trás. Maria ria, num cristalino sorrir. Maria caía, mas logo se erguia, para o baloiço corria e parecia saber, no seu pouco viver, que a vida é cair! Ferir-se e erguer-se. E depois... prosseguir!
Maria adorava os piqueniques em família, embrenhados na mata. As clareiras e os pássaros endiabrados a voar. Borboletas e abelhas. E até as... sardaniscas, como a avó chamava às lagartixas, eram fixes de ver!
Maria mais nova seis anos que o irmão, não se ficava e atrevia. Subia árvores, ladina atrás dele. Manipulava uma fisga, sem hesitação. Construía arcos com ramos flexíveis e apontava setas, em guerras de "tribos", que costumavam imitar. Maria jogava ao "Lenço" e ao "ringue." Com as amigas organizava "festivais da canção".
Maria corria. Maria cantava! Maria brincava, sem nunca cansar! 
— Maria!
Já não ouve as histórias da avó.
Não colhe cidreira na horta, que o pai cultivou. 
Aprendeu a seu custo, a caminhar devagar.
Maria... já não ouve a sua mãe a chamar!